sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Brigadeiro de Leite Ninho recheado com Paçoquita cremosa


1 lata de leite condensado, 
3 colheres de sopa de leite ninho e
1 colher de sopa de manteiga.
Mexa sem parar em fogo baixo até dar o ponto de brigadeiro,
quando você puder ver o fundo da panela.
Coloque num prato untado com manteiga e deixe esfriar.
Faça as bolinhas, abra na palma da mão recheie com um pouquinho de Paçoquita cremosa, feche bem a bolinha e passe no leite ninho e coloque nas forminhas.
Dica: Pegue um papel manteiga e faça pequenas bolinhas com a Paçoquita Cremosa e deixe no freezer por mais ou menos 45 minutos. Isso vai facilitar bastante na hora de enrolar!






terça-feira, 26 de agosto de 2014

Informações úteis que não se divulgam

Ví na internet, embora não sei se é verdade, não custa verificar caso precise usar um dos serviços citados.

1. Quem quiser tirar uma cópia da certidão de nascimento, ou de casamento, não precisa mais ir até um cartório, pegar senha e esperAr um tempão na fila.
O cartório eletrônico, já está no ar!

Nele você resolve essas (e outras) burocracias, 24 horas por dia, on-line. Cópias de certidões de óbitos, imóveis, e protestos também podem ser solicitados pela internet.
Para pagar é preciso imprimir um boleto bancário. Depois, o documento chega por Sedex.

Passe para todo mundo, que este é um serviço da maior importância.
2. DIVULGUE. É IMPORTANTE: AUXÍLIO À LISTA
Telefone 102... não!
Agora é: 08002800102
Vejam só como não somos avisados das coisas que realmente são importantes......
NA CONSULTA AO 102, PAGAMOS R$ 1,20 PELO SERVIÇO.
SÓ QUE A TELEFÔNICA NÃO AVISA QUE EXISTE UM SERVIÇO VERDADEIRAMENTE GRATUITO.

Não custa divulgar para mais gente ficar sabendo.

3. Importante: Documentos roubados - BO (boletim de occorrência) dá gratuidade - Lei 3.051/98 - VOCÊ SABIA???

Acho que grande parte da população não sabe, é que a Lei 3.051/98 que nos dá o direito de em caso de roubo ou furto (mediante a apresentação do Boletim de Ocorrência), gratuidade na emissão da 2ª via de tais documentos como:
Habilitação (R$ 42,97);
Identidade (R$ 32,65);
Licenciamento Anual de Veículo (R$ 34,11)..

Para conseguir a gratuidade, basta levar uma cópia (não precisa ser autenticada) do Boletim de Ocorrência e o original ao Detran p/ Habilitação e Licenciamento e outra cópia à um posto do IFP..

4. MULTA DE TRANSITO : essa você não sabia

No caso de multa por infração leve ou média, se você não foi multado pelo mesmo motivo nos últimos 12 meses, não precisa pagar multa. É só ir ao DETRAN e pedir o formulário para converter a infração em advertência com base no Art. 267 do CTB. Levar Xerox da carteira de motorista e a notificação da multa.. Em 30 dias você recebe pelo correio a advertência por escrito. Perde os pontos, mas não paga nada.
Código de Trânsito Brasileiro
Art. 267 - Poderá ser imposta a penalidade de advertência por escrito à infração de natureza leve ou média, passível de ser punida com multa, não sendo reincidente o infrator, na mesma infração, nos últimos doze meses, quando a autoridade, considerando o prontuário do infrator, entender esta providência como mais educativa.

DIVULGUEM PARA O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL. VAMOS ACABAR COM A INDÚSTRIA DA MULTA!!!!

Gostaria, se possível, que cada um não guardasse a informação só para si

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

As grandes mulheres.

Em 1920, Olive Wetzel Dennis tornou-se a segunda mulher a obter um diploma de Engenharia Civil da Universidade Cornell. Ela também foi a primeira mulher membro da American Railway Associação de Engenharia, e algumas de suas muitas inovações incluíram:
- assentos que reclinam parcialmente;
 - luzes de teto que pode ser regulada durante a noite,
- e compartimentos de ar condicionado.
 Outros transportadores ferroviários seguiram o exemplo, e ônibus e companhias aéreas, em seguida, tiveram que atualizar o seu nível de conforto, a fim de competir com as ferrovias.



"Eu levanto a minha voz - não para que eu possa gritar, mas para aqueles que aqueles sem voz possam ser ouvidos." -Malala Yousefzi



Em 1947 a Dra. Marie Daly tornou-se a primeira mulher africana-americana a ganhar um Ph.D. em Química, quando ela se formou na Universidade de Columbia; uma pioneira no campo da bioquímica, pesquisou a relação entre colesterol elevado e doenças cardíacas.
























segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Carros: mude 8 atitudes que fazem você gastar mais com seu automóvel

Fonte: InfoMoney 

De nada adianta você optar por um veículo que consome menos se suas atitudes ao volante forçarem o motor a gastar mais






SÃO PAULO - Muita gente brinca que as despesas de um carro são tão altas quanto as de um filho. Não é para menos: seguro, Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e manutenção periódica são alguns dos gastos obrigatórios e não há como fugir deles. A despesa com combustível – talvez a mais alta para a maioria dos motoristas –, porém, pode ser reduzida.
É isso mesmo. E não estamos falando apenas de você optar por um modelo flex, por exemplo, ou utilizar um combustível mais barato, como o gás natural veicular (GNV). Muitos motoristas esquecem que o comportamento ao volante também influencia no resultado da conta, seja abastecendo com álcool, diesel, gás ou gasolina. Na pressa do dia a dia, aceleram para percorrer uma curta distância e freiam logo em seguida.
Além de desgastar o motor e os pneus, isso queima combustível desnecessariamente, já que, em seguida, irão precisar arrancar de novo. Se esse é o seu caso, saiba que atitudes simples, como calibrar os pneus com frequência, mudar a marcha no tempo certo e não guardar muito peso no porta-mala podem evitar o desgaste de seu veículo, aumentar sua vida útil e gerar economia. Além disso, você irá contribuir para reduzir a poluição do ar. Afinal, quanto menos combustível o motor queima, menos gases poluentes lança no meio ambiente.
Mantenha os pneus sempre calibrados
Reduzir as despesas de seu veículo não depende só da escolha do modelo e do tipo de combustível utilizado. Você também precisa adotar um comportamento mais econômico, evitando hábitos que forcem o motor do carro e o façam gastar mais. Ações simples, como manter os pneus calibrados, trocar a marcha no momento certo, evitar guardar muitos objetos no porta-mala e usar o ar-condicionado com bom senso, beneficiam a todos. Além de você economizar, seu carro irá emitir menos gases poluentes, contribuindo para a qualidade do ar que respiramos. 

1 - Evite guardar muitos objetos dentro de seu carro, fazendo dele uma segunda casa. Cada 50 quilos a mais equivalem a até 5% de aumento no consumo de combustível. Se transportar pranchas ou bicicletas no teto, você ainda prejudica a aerodinâmica do veículo, que vai "beber" ainda mais.


2 - Vá com calma! Quanto mais forte
você pisa no acelerador, mais combustível o seu motor consome. Por isso, quando estiver saindo de sua casa, por exemplo, evite arrancadas bruscas e corridas desnecessárias. Muitas vezes, você terá que frear logo em seguida. Lembre-se de que o conta-giros não é só enfeite no painel. Ele mostra o mo- mento certo de trocar a marcha, evitando as chamadas "esticadas", que exigem mais do motor e, assim, gastam mais combustível.


3 -  Não rode com os pneus vazios. Desse modo, seu carro enfrentará mais resistência no asfalto, fazendo o motor gastar mais. Para saber qual a calibragem correta de cada pneu, verifique o manual de fábrica. Em alguns modelos, também consta na porta do motorista.


4 - Mantenha a manutenção de seu veículo em dia, trocando periodicamente o óleo e o filtro de ar. Se este estiver sujo, impedirá a entrada de oxigênio e parte do combustível não será queima- do corretamente.




5 - Use o ar-condicionado de modo racional, já que, para funcionar, ele usa o motor do carro, necessitando de mais combustível. Em dias de calor, não ligue o equipamento logo ao entrar no veículo. Circule alguns metros com os vidros abertos para retirar o ar quente antes de ligar o ar refrigerado. Evite também ligá-lo e deixar um dos vidros abertos.


6 - Evite exceder os limites de velocidade. Além de perigoso, pode aumentar o consumo de combustível. Isso porque, quanto mais rápido você viaja, maior é a resistência do ar contra o seu carro, o que aumenta o "esforço" do motor para movimentá-lo.


7 - Evite engarrafamentos e busque rotas alternativas. Muitas vezes, trajetos mais longos com velocidade constante podem compensar o consumo de combustível que você teria andando a baixas velocidades em trechos mais curtos.


8 - Não rode à toa. Quando for ao shopping , por exemplo, e o estacionamento estiver muito cheio, evite ficar circulando atrás de vagas. Nessas situações, com o veículo em baixa velocidade, o consumo de combustível é maior. Portanto, por mais apressado que esteja, o melhor é parar o carro e esperar a saída de outro.



Estamos na Primavera

Estamos na Primavera