terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

A fama, violência , sexualidade e a influência da mídia

Justin e a febre do corte de cabelo entre os garotos

 A Organização das Nações Unidas (ONU) realizou uma pesquisa sobre os desenhos animados transmitidos pela televisão brasileira com o objetivo de medir a quantidade de violência passada para as crianças. O resultado foi assombroso, pois de acordo com a pesquisa, uma criança brasileira que assista a duas horas diárias de desenho animado estará exposta a 40 cenas de violência explícita, já em um mês, seriam 1.200 cenas e, num ano, pasmem, seriam 14.400 cenas de pura violência sendo produzidas dentro da própria sala de estar das nossas casas.
Dentro deste cenário o que mais nos tem estarrecido ao analisarmos o comportamento do jovem, não é apenas a influência direta da mídia no comportamento violento dos adolescentes ou a atividade sexual precoce, que começa desde a infância como acima exposto, mas sim a incansável busca por um lugar no mundo dos famosos, como se este fosse o passo final para a felicidade. Esta é a mensagem endereçada aos jovens atualmente, prova de que a presença da TV nas casas e nas escolas não é mais com fins informativos, mas sim posta-se como fato social permanente e irreversível.
Esse texto extraído do site www.ufsm.br, veio bem na hora pois tenho observado os jovens de hoje cada vez mais influenciados pelos personagens das novelas que a Globo resolveu fazer apologia ao homossexualismo tanto de mulher como homem, a influência de cantores como Justin Bieber quanto ao seu visual no jovem (parecem todos gêmeos) agora ele cortou as madeixas vai haver uma correria nos salões de cabeleireiros com a foto dele para cortarem igual.
Pais alerta sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostaria de sua opinião sobre a postagem.

Estamos na Primavera

Estamos na Primavera